Entrevista da Taeyeon para a edição de agosto da W Korea

Confira a tradução da entrevista que a Taeyeon deu para a edição de agosto da revista W Korea:

No que você mais pensou enquanto trabalhava neste álbum (do 10º aniversário)?
Primeiramente, foi muito difícil tentar focar e me expressar em uma pequena parte da música. Acho que isso se deve às minhas atividades solo, pois, recentemente, eu fiz isso e aquilo sozinha em toda uma música.

Você não é uma experiente veterana quando se trata de mostrar os seus encantos em uma pequena parte de uma música?
Eu não tenho um tom de voz único, então não é fácil tentar expressá-lo em uma pequena parte e, ainda assim, causar muito impacto. Enquanto eu gravava, pensei muito sobre como eu poderia me encaixar no fluxo das outras integrantes.

Você foi a primeira a iniciar atividades solo. Sua primeira música ‘I’ foi boa, e toda vez que você lançava uma nova música, as reações foram muito calorosas. O que você aprendeu através dessas atividades solo?
Eu aprendi que eu preciso ser mais detalhista, porque todos estarão olhando só para mim. Como uma integrante do Girls’ Generation, mesmo que não definimos previamente, todas temos papéis e charmes pelos quais somos naturalmente responsáveis, mas eu tive que mostrar tudo isso sozinha nas atividades individuais.

Se você tivesse uma sede por liderança musical, esta deve ter sido saciada um pouco agora.
Na verdade, eu deixo a liderança de lado e dou o melhor de mim em seguir e aceitar as coisas. Durante as atividades solo, eu posso me expressar melhor quando estou confortável. Em um grupo, eu não posso ser a única pessoa confortável, então eu tento me encaixar ao máximo. Mas, no geral, em vez de tentar dar as minhas opiniões, eu me sinto confortável em trabalhar com especialistas de diversas áreas e gosto de ouvir as opiniões deles, que são de grande ajuda. Foi a mesma coisa desta vez, eu gostei de ouví-los falar sobre como eles acham que seria o décimo aniversário do Girls’ Generation.

Que tipo de opinião você compartilhou com a equipe que trabalhou no álbum do 10º aniversário do Girls’ Generation?
Que, em vez de demonstrar força, deveríamos focar em um clima de celebração, desfrutando todo este tempo que passamos com os fãs e celebrando este dia especial.

Uma vez você disse que tem dificuldades em expressar seus sentimentos e seu coração, por isso não escreve músicas. Isso é inesperado, pois a tendência é que quanto mais o tempo passa, mais um artista vai querer se expressar.
Eu também pensei sobre o porquê de eu ser assim. Especialmente quando se trata das letras, acredito que sou assim porque desenvolvi um lado autodefensivo, decorrente da preocupação com as interpretações equivocadas das pessoas. As mesmas palavras podem ter várias interpretações para diversas pessoas. Mesmo se eu imaginar algo e escrever uma história, alguém pode afirmar que aquilo realmente aconteceu comigo. Para ser sincera, eu tenho um pouco de medo deste tipo de situação.

 Então como a Taeyeon vai mostrar o seu lado artístico?
Hmmm, eu acho que tem uma hora certa para tudo. Honestamente, serei cuidadosa em dizer isto também, porque muitas pessoas vão interpretar como ‘A Taeyeon nunca vai escrever músicas’. É só que agora não é o momento de eu escrever músicas proativamente. Mas daqui pra frente, quem sabe não haverá um dia em que algo acontecerá ou que estarei inspirada a escrever.

Se você tivesse que escolher algo que ganhou e algo que perdeu com o SNSD?
Eu ganhei a minha vida. Eu me encontrei. Eu perdi… deixe-me pensar. Acho acho que tem várias coisas pequenas e triviais (Risos). Privacidade, e a Taeyeon antes de encontrar o SNSD. Eu gostaria de encontrar aquela criança, mas não consigo me lembrar dela muito bem.

Você poderia escrever diários para se preparar para este tipo de situação.
Quando se trata de coisas tipo diários, estou mais para destruí-los com uma trituradora de papéis (Risos). Eu tenho suores frios quando vejo diários, eu não aguento isso.

Por qual razão? Você não aguenta o quão “brega” isso é?
Eu nem sei dizer com precisão que sentimento é esse, mas eu não consigo nem olhar para algo que escrevi a um ano. Eu não gosto muito do passado, pode ser porque eu quero viver sem ficar me preocupando com isso? Para mim, o hoje e o agora é o que mais importa. Quando se trata do amanhã, eu quero pensar sobre isso lá. Então, atualmente, estou usando post-its. Eu os escrevo e colo em qualquer lugar que eu preciso e depois posso, facilmente, jogá-los fora. Post-Its estão grudados em vários lugares do meu quarto, mesa, espelho e entrada. Coisas que eu preciso do supermercado, coisas que preciso dizer para o meu empresário, coisas que eu preciso modificar no álbum, qualquer conteúdo que venha a minha mente de repete, eu escrevo neles.

Quando as mulheres se reúnem, muitas pessoas pensam que tem muito ciúme e inveja. O que você diria a essas pessoas?
“Claro que tem, por que não teria?” (Risos) Tem muitas pessoas curiosas a respeito disso. Mas as personalidades das nossas integrantes tendem a ser comparativamente honestas umas com as outras em nossas palavras, desde que éramos novas. Se temos uma reclamação ou um pensamento diferente, é melhor dizer logo em vez de ficar mordendo os lábios. Mas a forma como você diz é importante. Em vez de ‘Por que você é assim?’, se você disser ‘Acho que desse jeito seria melhor, o que você acha?’ É totalmente diferente.

Desde seu debut até agora, em quais áreas você acha que evoluiu mais?
Acho que eu entendo um pouco mais sobre como lidar com as pessoas. Hoje sei que você pode mudar o humor de uma pessoa através do jeito que você termina uma frase. Devo dizer que fiquei mais proficiente em como me comunicar? E eu também aprendi a me proteger.

Quais são suas dicas para se proteger? Tem muitas pessoas que podem não estar aptas para proteger seu país, mas querem se proteger.
Paradoxalmente, você precisa de sacrifícios. No passado, eu não sabia nem aliviar meu estresse. Quando eu era entrevistada e me perguntavam sobre métodos para aliviar o estresse, eu responderia que não há nada de específico que eu faça. Eu vivi muito como uma pessoa caseira, então eu acho que isso foi um pouco prejudicial. Mas agora, eu encontrei um novo caminho… Eu sou uma “otaku de cosméticos”. Como sou obcecada por cosméticos, recentemente encontrei um jeito de aliviar meu estresse nisso, comprando muitos cosméticos. Antes, eu não era boa em sair de casa e ir às comprar, agora, eu saio usando um chapéu. Para comprar produtos coloridos, eu tenho que verificar os tons pessoalmente.

Quando você vê os produtos de beleza de YouTubers, elas tem penteadeiras especialmente feitas para armazená-los, você está nesse nível?
Semelhante a isso. Eu comprei um espelho com lindas luzes que deve chegar em breve. Eu fico animada só de pensar. Recentemente, eu comprei um monte de blushes e máscaras coloridas. Mesmo que eu os use durante toda a minha vida, não acho que eu seria capaz de terminar todos eles.

Por último, o que você pode simplesmente dizer sobre o álbum de décimo aniversário do Girls’ Generation?
Enquanto estávamos gravando, nós pensávamos frequentemente ‘É isso mesmo, nós éramos assim durante os nossos dias de debut’. Acho que será um álbum que te fará pensar no SNSD daquela época. Eu acho que os fãs serão capazes de lembrar daqueles tempos.


Confira também as entrevistas das outras integrantes do grupo, traduzidas pela fanbase One Generation, parceira do site:

Sunny: https://goo.gl/6P6c9X
Tiffany: https://goo.gl/ZMekTx
Hyoyeon: https://goo.gl/J6VDSd
Yuri: https://goo.gl/5xsDK4
Sooyoung: https://goo.gl/tD1o2z
Seohyun: https://goo.gl/ayz2dG
Yoona: https://goo.gl/xgj8C6


Fonte: W Korea.
Tradução: Stella (coreano-inglês),
Taeyeon Brasil e One Generation (inglês-português).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *