Entrevista da Taeyeon para a edição de março da Revista High Cut

Confira a tradução completa da entrevista que a Taeyeon deu para a edição de março de 2017, da Revista High Cut:

A Voz da Taeyeon

Desde esfregar os seus lábios para arrumar o batom, parecendo uma menina para sempre, até deixar escapar uma calorosa risada dizendo “Eu sou como H.O.T., hahaha”, vestindo uma calça folgada, ela fez o clima no local do photoshoot ficar relaxado. Para uma pessoa que disse “Você é como uma fada”, ela gritou “Isso não faz sentido, o que você quer dizer com isso?” e riu animando o ambiente novamente. Taeyeon, quem retornou com o primeiro full álbum de sua vida, não teve hesitações. Deveríamos dizer que é o vigor remancescente depois de assumir o mundo da música? Como não poderíamos esperar pela sua música quando ela diz “Eu tenho outra música excepcional” e sorri?

Nós continuamos assistindo o MV de “I Got Love” enquanto vínhamos para o local da entrevista, ele é tão bom a ponto de lamentarmos o fato de que não é a faixa principal.

Nossa, tanto assim? (Risos) Essa música surgiu enquanto eu queria mostrar um novo lado meu. Desde quando a ouvi pela primeira vez, fiquei completamente fixada nela, então é uma das canções que eu considerei para a faixa principal.

Nós ficamos surpresos assistindo ao vídeo. É o conceito mais “forte” de todos os que vimos até agora.
Não é sedutor? (Risos) A melodia é menor e tem uma certa profundidade, então criamos uma imagem que combinasse com isso.

Em meio à tendência de não lançar álbuns completos, você tomou uma grande decisão. Trabalhar em um full álbum é muito diferente de trabalhar em singles ou mini álbuns?

Já que tem um maior número de músicas, eu acho que pude colocar nele várias tentativas. Como este é o primeiro full algum que vem com o meu nome, nós editamos as letras para combinar com minhas emoções e eu tive muitas conversas com os compositores. Eu também dediquei mais tempo para gravar, quando comparamos com o tempo normal. Em termos de tempo, acho que cada música demorou uns 3 dias. Não teve uma canção sem a minha contribuição.

De todas as músicas solo que você lançou até o momento, todas tiveram um sucesso além do esperado. Essas altas expectativas não são uma grande pressão?
Eu estaria mentindo se dissesse que não há uma certa pressão, mas eu tive uma confiança sem fundamento, eu apenas fiz confiando nos fãs. Você não pode apenas trabalhar em uma gravação sim fim, tem de haver pessoas que querem que você continue fazendo isso, e os fãs continuam mostrando suas reações, então eu consegui fazer isso com coragem.

Muitos músicos elogiam a rica “emoção” contida no vocal da Taeyeon.
Honestamente, eu acho que eu ainda sei muito bem disso. Pouco tempo depois do debut, eu cantava músicas tão calmamente, então eu sentia que estava faltando minhas emoções. Eu comecei a promover muito jovem e cantava músicas com coreografia, então era assim, todas as vezes que eu recebia um elogio a respeito das minhas emoções, minha cabeça pifava (me questionando o porquê).

Essa emoção dentro dessa simplicidade é agradável.
Sim, mas agora eu me pergunto “Não seria melhor se eu exagerar um pouco nisso?” então eu estou tentando me esforçar. Eu tento mergulhar mais nas letras, tento vários jeitos de cantar, e, desta vez, irritei muitos compositores dizendo “Oppa, que tal algo tipo assim? Poderíamos fazer isso deste jeito? Não deveríamos fazer isso assim? (Risos).

Tem alguma música em particular que você contribuiu com uma emoção especial, dentre essas que estão inclusas no álbum?
Na música que o Kim Jongwan sunbae, do Nell, me deu, tem uma parte que diz “O amor é sempre desse jeito” depois da metade da música (a Taeyeon está se referindo a Time Lapse). Essa melodia vai tão bem com a letra, então, neste momento, eu pude entrar na emoção dela. Enquanto eu gravava todas as músicas deste álbum, eu tentei expressar as emoções, excessivamente, quando comparado ao normal. Se você prestar muita atenção quando estiver escutando, provavelmente vai ouvir minha respiração prestes à me derramar em lágrimas (risos).

Nós ficamos sabendo que você estava muito nervosa para a primeira apresentação de “I”, sua primeira música solo. Você acha que vai ficar nervosa de novo, desta vez?
Ah, de jeito nenhum… Eu fiz um concerto solo desde então. Eu acho que fiquei mais relaxada no palco.

Você agora é uma veterana, no seu 11º ano desde o debut. E você é também uma pessoa de 29 anos.
Quando eu era jovem, quando você dizia 29 anos, vinha um sentimento de um rei (algo grande) (risos). Minha idade não me é familiar, então não parece real. Eu estou esperando os meus 30, vagamente acreditando que ficarei mais relaxada nesta idade.

Quando te vemos no ensaio fotográfico, você ainda parece uma menina para sempre, você tem carisma.
Eu estou fingindo que tenho isso, eu sou muito tímida.

Nós encontramos 100 perguntas e 100 respostas de quando você era trainee. Você escreveu “eu quero consertar a minha preguiça”. Mesmo que você fosse conhecida por praticar muito e, até agora, você é universalmente conhecida por ser “viciada em trabalho”, lançando uma música todo ano.
Quantos anos isso faz? (Risos). Eu reconheço isso, acho que sou viciada em trabalho. Se eu não tenho trabalho, eu fico inquieta. Meu estilo é continuar trabalhando. E como eu não atuo e nem faço musicas, se eu não tiver atividades com álbuns ou performances, não há mais nada que eu consiga fazer. Eu tenho que me forçar para descansar. Então, quando eu tenho oportunidade, eu procuro boas músicas de forma contínua, e mantenho contato com os compositores.

Você ainda se transforma em uma “fada caseira” quando não tem compromissos?
Eu pensei “por que será que sou tão caseira?”.  Parcialmente, é por causa da minha personalidade, mas eu acho que a cor do meu cabelo influencia muito nisso. Se eu estou fora de casa, com o cabelo loiro, as pessoas não podem evitar olhar para mim, certo? Recentemente, eu fiquei com o cabelo preto durante um tempo e as pessoas não olhavam para mim de forma alguma (Risos). Então eu pude relaxar e passear. Mas agora, eu fiquei loira de novo… Hmmm, eu vou ficar caseira de novo.

O que você faz quando está sozinha em casa? De acordo com os fãs, você cuida do cachorrinho da Tiffany, joga no celular, pinta o seu livro de colorir, faz arte nas unhas, pinta o cabelo sozinha, monta lego e escuta músicas.
Isso está certo, eu também faço confeitaria.

Você pessoalmente fez biscoitos e compartilhou com os fãs no Natal.
Eu fiz isso. Mas eu estou, momentaneamente, em pausa de confeitar. No V App, eu filmei um processo de confeitar ia e fiquei traumatizada, apresentar uma transmissão e confeitar ao mesmo tempo foi tão difícil. Eu senti vergonha pensando “Ah, eu estou apenas aprendendo e posso fazer só isso”.

Então isso significa que não terá mais biscoitos de Natal para os fãs?
Eu duvido disso. O Natal tem todo ano. Não jogue fora as suas expectativas, aguarde e aguarde (risos) pessoas solitárias precisam passar o Natal juntas.

Parece que você é muito amiga dos seus fãs.
É exatamente isso. Eu sou famosa por não ter amigos. Por muito tempo, eu só tive as integrantes e os fãs. Mas, recentemente, eu bebi cerveja com amigos que eu conheci através da música e isso acendeu uma pequena luz. Não é nada muito especial, mas eu fiquei tão feliz. “kkyah~ então isso que é felicidade”  e brindamos nossos copos… Minha tolerância a álcool aumentou um pouco. Eu estou a ponto de tentar meia garrafa de soju (risos).

As integrantes do SNSD enviaram mensagens de encorajamento?
Sim. As integrantes estão muito ocupadas individualmente, mas quando o teaser saiu, eu recebi uma mensagem às 4 horas da manhã. Ela dizia “eu não estou te acordando?” e me deu um feedback e eu sou muito grata. Quando não temos uma atividade em grupo, quase não temos oportunidade de nos encontrarmos. Elas me procuraram mesmo depois de trabalhar até tarde da noite, enquanto estavam no exterior, então estou muito grata.

Elas apenas dizem coisas boas?
Verdadeiras famílias dizem palavras afiadas também, não é? (Risos) “Porque você não age mais bonita? Você não está sendo muito tímida? Você não pode exagerar um pouco nisso? Faça isso com mais ousadia!” Palavras como essas.

Se você pudesse pontuar a sua satisfação pessoal a respeito deste álbum, quantos pontos você daria?
Mmmm… 85 pontos. O motivo é… eu pude expressar um novo estilo de cantar, que eu não sabia que tinha e eu pude tentar estilos diferentes dos que eu estive fazendo até agora. Depois de gravar, quando eu dizia para os engenheiros de mixagem “por favor, cuide bem disso”, eu sempre tinha um pouco de arrependimento. Mas, desta vez, quando eu estava gravando a música que o Kim Jongwan-nim me deu, eu estava tão satisfeita. Meu humor estava tão, tão bom. E não foi porque eu fiz isso bem, era um sentimento de “Nell me deu uma música assim?” e eu cantei a música do Kim Jongwan-nim no meu próprio estilo, e, o fato de isso ter ficado ok, me deixou muito feliz. Ele é um músico de quem sou fã desde que sou trainee. Foi um sentimento de alegria e satisfação, que senti pela primeira vez. Depois de gravar, eu realmente gritei (movendo os braçps pra cima e pra baixo), desse jeito, foi realmente uma honra.

Tem alguma coisa que você ainda quer tentar, musicalmente falando? A versão rock de Run Devil Run que você cantou em 2011 ainda é chamada de lenda entre os fãs.
Aigoo, isso não está no nível de uma lenda… Eu, normalmente, gosto de músicas de bandas de rock. Meu pai gosta de bandas de rock estrangeiras, então eu escuto as músicas do Metallica frequentemente, desde que eu era jovem. Eu gosto de ouvir hip hop também. Mas escutar uma música e cantar são coisas muito distintas. Eu não acho que rap combina comigo, de jeito nenhum (Risos). Eu acho que as músicas que estou cantando agora, com um som confortável de banda, e músicas calmas com ênfase no vocal são as que eu canto melhor, atualmente.

Através deste álbum, o que você gostaria de comunicar para os que estão escutando-o?
Perguntas como estas são as mais difíceis. O título do álbum é “My Voice”. Até o refrão, está todo preenchido apenas com a minha voz, e eu coloquei uma abundância de emoções enquanto trabalhava nisso. Pessoalmente, eu acredito que os fãs vão reconhecer estas emoções. Eu espero que vocês escutem em uma posição confortável. Considerando minhas incontáveis gravações que virão daqui em diante (Risos).

Fonte: High Cut, trr805 (scan).
Tradução: Stella
Tradução (português): Taeyeon Brasil, One Generation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *